Rio terá Programa do Empreendedor Cultural


Os fluminenses devem ganhar o Programa do Empreendedor Cultural. É o que define o projeto de lei 2.625/17, da deputada Enfermeira Rejane (PCdoB) e do ex-parlamentar Dr. Julianelli, aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) nesta quarta-feira (06/02), em segunda discussão. O texto será encaminhado para o governador Wilson Witzel, que deverá decidir pela sanção ou veto em até 15 dias úteis.

Foto: LG Soars

O foco do programa estará no desenvolvimento de estratégias para o fortalecimento do setor, com ênfase nos segmentos artísticos e identitários e em comunidades quilombolas, indígenas e tradicionais, além de outras minorias sociais. Também deverá ser formada uma rede de micro e pequenos empreendedores culturais para o desenvolvimento de negócios solidários.


Ao governo, caberá criar a Comissão Permanente de Apoio ao Empreendedor Cultural, composta por dois representantes da Secretaria de Estado de Cultura, dois da pasta de Trabalho e Renda e pelo menos quatro representações da sociedade civil. Esse grupo deverá se reunir periodicamente, traçando metas e organizando a divulgação e o cumprimento dos objetivos do programa.


Segundo Enfermeira Rejane, a cultura do povo brasileiro precisa de mais atenção. 'O projeto  visa fomentar e resgatar nossa cultura, incluindo a quilombola, a indígena, a de matrizes africanas. E isso se dá por meio do próprio modelo econômico do governo. Nós estamos perdendo espaço para culturas internacionais, especialmente entre os mais jovens, enquanto a cultura do próprio país não é valorizada', afirmou a deputada.

Fonte: Foto: LG Soars | Texto: Comunicação Social