Chiquinho Brazão, apresentou Projeto, que torna obrigatório constar no passaporte a identificação de pessoas com autismo


O Projeto de Lei nº 3859 de 2019 de autoria do Deputado Federal Chiquinho Brazão, em prol dos portadores de autismo já aprovado pela Comissão de Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência.  As pessoas portadoras do Transtorno do Espectro Autista (TEA) têm direito em todas as viagens aéreas, inclusive nas internacionais, a um atendimento prioritário e um acompanhante que tem 80% de desconto no valor da passagem. O Projeto propõe reforçar a garantia dos direitos das pessoas portadoras de TEA. Constando a identificação no passaporte facilitará o atendimento e consequentemente todo o processo antes e durante a viagem.

FOTO: DIVULGAÇÃO

Apesar de ser uma grande conquista, muitos brasileiros desconhecem esses direitos, e aqueles que conhecem vem enfrentando muitas dificuldades na hora do atendimento realizado pelas companhias aéreas. É de suma importância discursões envolvendo a implementação de Políticas Públicas efetivas e eficientes para realização do exercício da cidadania tanto para as pessoas com Autismo, quanto para seus familiares.