Lei Aldir Blanc beneficia mais 22 atores culturais de Porciúncula


Os Editais de números 02 e 013 da Lei Aldir Blanc, que oferece subsídios para organizações culturais do município, foram finalizados, e a Secretaria de Cultura informa os resultados.

FOTO: DIVULGAÇÃO

A Lei Aldir Blanc prevê auxílio financeiro ao setor cultural e foi regulamentada pelo Governo Federal. A iniciativa busca apoiar profissionais da área que sofreram com impacto das medidas de distanciamento social por causa do coronavírus. 

Porciúncula participou de diversos editais, beneficiando grupos e artistas em diversas categorias.

Na classificação Banda de Música (Edital 02/2020) foi selecionada a Corporação Musical Graziel Ferreira da Silva. Para o Edital n° 13 - Prêmio José Gonçalves 'Mussum', 21 atores culturais foram selecionados.

Categoria Grupo Musical: Romilton Correa do Couto Siqueira (Banda Pride); Reginaldo Silva Braz (Banda Vox); Paulo Sérgio S. Gonçalves (Grupo Alto Astral; Leonardo Augusto da Silva (Grupo É Demais) e Israel Rosa da Silva (Grupo Radical do Forró).

Categoria Cantor Solo: Andrea Silva Campos Nogueira; Bruna Cuba da Silva; Ednaldo Fernandes Amâncio; Ester Portugal da Silva Rocha; José Ferreira da Silva; Higor Alexandre Marinho Joia; Sebastião Raimundo Barbosa Coelho e Rogério Rocha da Silva.

Categoria Instrumental: Alexandre da Silva Braz; Elielto de Souza Monteiro; Guaraci de Freitas Monteiro; Leandro Braz e Silas da Silva Pereira.

Categoria Produtor de Evento Musical: André Luís Ribeiro; Anderson Washington Luís Silva e Ygor Moreira Rodrigues.

A Lei Federal nº 14.017/2020 foi aprovada em junho pelo Congresso Nacional. Ela ficou conhecida como Lei Aldir Blanc, em homenagem ao compositor e escritor que morreu em maio.

Rosimere Ferreira

Assessoria de Comunicação