InícioCidadePrefeitura de Itaperuna realiza ações durante o Setembro Amarelo

Prefeitura de Itaperuna realiza ações durante o Setembro Amarelo

A Prefeitura de Itaperuna, RJ, através da Secretaria Municipal de Saúde via equipe do Centro de Saúde Dr. Raul Travassos realiza ações durante o Setembro Amarelo.

O Setembro Amarelo se refere a uma campanha de conscientização da população, sobre o tema suicídio, essa prática geralmente associada à depressão. A escolha do mês de setembro para a realização da campanha é por que o dia 10 deste mês se refere ao Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio.

A campanha “Setembro Amarelo, seja um elo!” realizada no Centro de Saúde Dr. Raul Travassos, segue a todo vapor.  De acordo com Bárbara Gonçalves Luquetti, assistente social do HumanizaSUS e responsável pelo projeto, ações de prevenção ao suicídio, fomento e estimulação da saúde mental, além de trabalho de conscientização e valorização da vida, vem sendo desenvolvidos pelos profissionais do setor.

“Todos os colaboradores que atuam nesse serviço de saúde estão envolvidos nas ações contínuas durante o mês de setembro. O Centro de Saúde Dr. Raul Travassos oferece à população, através do SUS, consulta com médico psiquiatra e psicólogos, sendo o responsável técnico específico para essas ações, o psicólogo Dr. Jacques”, comenta Bárbara Luquetti.

Ainda segundo a responsável pelo projeto, o Centro de Saúde realiza durante todo o ano, ações preventivas junto à rede.

“Neste mês estamos intensificando os trabalhos, valorizando vínculos e reforçando os laços com a vida. Profissionais de saúde como psicólogos, assistentes sociais e demais colaboradores desse serviço, atuam promovendo o acolhimento e a escuta através do atendimento humanizado, proporcionando a ajuda que o outro precisa”, complementa Bárbara.

Por fim, Bárbara informou que o setor de Vigilância Epidemiológica é responsável pelo Programa de Violências Interpessoais/Autoprovocada e a profissional responsável é a assistente social Aline Rodrigues De Cnop Rezende. Ela ainda mencionou que falar é a melhor opção e ouvir, é um dom do coração.

“É importante que as pessoas saibam que não estão sozinhas. Toda vida importa! É de suma importância que todos sejam gentis, pois cada pessoa que você encontra, pode está travando uma grande batalha. É preciso respeitar a dor do outro. E se você estiver precisando de ajuda, peça! Fale! Peça ajuda! Somos todos pela vida”, finaliza Bárbara Luquetti.

DECOM – Itaperuna

ARTIGOS RELACIONADOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MAIS POPULARES

COMENTÁRIOS RECENTES